Ela faz falta, mas só para a geração 80.
Era o ponto de encontro de todos nós. Éramos crianças e adolescentes, não saíamos. Não havia shoppings. Onde mais podíamos encontrar nossas colegas do Ida Nelson sem a farda, ou as meninas do Auxiliadora, Santa Terezinha e Dorotéia? Lá, nas feiras. Feimov, Feivest, Expoagro; e na mais legal de todas: A Feira da Bondade.
Foi morrendo aos poucos. Estava quase que só “Barraca do Amazonas” e a do Bixiga. Hoje, só resta esta última, e que continue existindo, mantendo o barulho das nossas correrias pelo SESI com ela.

Acho que tirei essa foto em 2005…

comments (4)

  • Danielle Mendonça Reply

    Olá!! Parabéns pelo Blog. Continue resgatando as “nossas” lembranças (estamos ficando velhos e saudosos não é? rsrs), pois quero mostrar tudo para as minhas filhas.
    Quis comentar a Feira da Bondade mas não consegui. Beijo e Bom feriado

  • Danielle Mendonça Reply

    Tenho boas lembranças da Feira da Bondade. Fiz parte do Grupo Jovem da ACA. O karaoquê era um sucesso. Muita gente bonita, muita paquera. Era imperdível!

  • Lucimara Caldas Reply

    Parabéns pelo blog e pela nostalgia.
    Eu também gostava muito das feiras da bondade, realmente era um evento importante e bem frequentado. Adorava as barracas com atrações culturais e comidas típicas.
    É uma pena que muita coisa se perdeu ao longo do tempo.

  • Em 1991 ou seja há exatos 20 anos, pela 1a vez fui a Feira da Bondade, lembro como se fosse hoje. Eu e muitos colegas de escola brincávamos naquele parquinho que ficava no campo de futebol, e depois pra recuperar as energias, uma saborosa pizza na barraca do bexiga. bons tempos!

comments (4)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>