Trimmmm… – Disk Telamazon no tijolão

Anos 80

Lembramos bem daquele trambolhão beje, com um disco, sim, discagem de pulso, e mecânica mesmo.

Não havia sinal de linha imediato, ao tirarmos o telefone do gancho (até essa palavra já soa antiga: ”gancho”), ouvia-se um som grave bem baixo, só depois surgia o som de linha. Geralmente era rápido mas, quando chovia, demorava mais pra dar linha.

Uma curiosidade é que podíamos ligar apenas batendo no gancho (difícil era ligar o “0”), pois precisávamos dar dez batidas bem rápidas.

Eram assim. Beje, beje-esverdeados ou cinza.

Os números da Telamazon começavam com “2”: 232, 233, 234 (o mais comum), 236, 237 e 238, só esses.

Os telefones de teclas da telemazon chegariam em 1983. Aliás, foi moda entre 83 e 85 os telefones GTE.

Ter telefone não era fácil: Precisávamos nos inscrever em plano de expansão, em tal inscrição se tornava sócio da Telebrás. Um belo dia, que podia ser anos depois, a Telamazon instalava as caixas. Se houvesse sorte, já teria vaga de linha livre na caixa da quadra. Ligávamos pra Telemazon e três dias depois chegava o carro com aquelas duas escadas em cima.

A central administrativa da Telamazon era o prédio na Getúlio Vargas, e o prédio operacional era o da esquina do V-8 com a Paraíba (sim, com esses nomes de ruas da época mesmo!).

Só em 1982 começariam a aparecer no Brasil os telefones com teclas, por incrível que pareça.

O tempo seguiu seu curso: A Telamazon foi incorporada pela Telemar, que o foi ela “Oi”.

Eu em 1977, discando no tijolão


8 thoughts on “Trimmmm… – Disk Telamazon no tijolão

  1. Nasci nos anos 80 mas lembro bastante de quanto era precário o sistema da antiga Telamazon. Felizmente com a privatização, muitas coisas melhoraram e no fim das contas, hoje temos um “eficiente” sistema de telecomunicação. Agora sobre os prefixos: Lendo algumas páginas amarelas do fim da década de 70, acervo este que vi na casa da minha avó, os prefixos eram de (1) dígito apenas, tipo: 2-2456 e 3-1198 até fins de 1977, depois acrecentou-se o prefixo (23)aos antigos, e o (2-2456) se tornou (232-2456). Prefixos e suas zonas em fins dos anos 70. (231 232 233 e 234) eram dos bairros centrais, o (236) era exclusivo da zona centro-sul como o Adrianópolis, P10 e parte do Aleixo. O (237) era o prefixo do DI e do Japiim, e o 238 era dos bairros da Alvorada, Ponta Negra entre outros. O (221 e 228) Eram da recém criada Cidade Nova e parte do bairro Santa Etelvina, e o (223) era do bairro Coroado e toda zona leste de Manaus.

  2. lembro da época quando meu pai levava ao centro para telefonar ao interior, por que nesse tempo telefone em cara era muito caro…. parabéns por relembrar

    1. Lúcio, o que eu encontrei foi esse logo pequenininho que coloquei agora no fim do post, sob a foto. Um abraço.

  3. A data de um dos últimos parágrafos está errada. Você trocou os números. Ao invés de 1982, está 1892.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.