Início Site Página 162

O artigo 18 do CDC: um atentado ao consumidor!

7

O CDC existe para proteger o consumidor, certo? Nem sempre. Até deveria sê-lo, mas não o é.
Ministro há anos a disciplina direito do consumidor e até hoje não engoli

(letra) “Canta Amazonas”

1
Quando Orelanna aqui pisou a algum tempo atrás, a oeste de Tordesilhas
Ficou pouco, vieram os lusos pra cá, e o Jesuíta se aproveitou legal
Ajuricaba existiu? Eu não sei, não sei; da raça símbolo honrado

(letra) “Escutando meu Rock’n’Roll”

0
Clique para ouvir as faixas e ler o "Making Of"
Em cada dia, em cada passo, em cada esquina da vida Real

O setor primário que nos salve!

O que fez de Manaus uma metrópole no final o Séc. XIX? A borracha.

A miopia não deixa ver o óbvio: a viabilidade econômica do Amazonas está no setor primário; é lá que deveria estar o foco!

(letra) “Em paz no meu canto”

1
Clique para ouvir as faixas e ler o "Making Of"
Já foi há muito tempo, tá difícil lembrar, Foi numa noite escura, já lembrei, vou contar…
 
Fiquei até 3 horas esperando você, o seu porteiro disse ‘cê não ia atender
 
Fiquei ali do lado sem querer acreditar que peguei mais outro bolo e ia ter que aguentar
 
 
Refrão:
 
Sabe que eu nunca tive, mulher tão fácil que eu fosse a fim
 
E eu que estava em paz no meu canto, vivo sozinho numa fossa sem fim
 
Vou sair de você, mas vê “cê some de mim
 
Vou me despedir de você, vista a calcinha, diga tchau, é o fim!
 
 
E eu que sempre achava que eu era o tal voltei tão arrasado que dormi no quintal
 
Vamos lá em casa, que eu vou te mostrar minha banda de rock, sei que ‘cê vai gostar
 
Depois do ensaio o papo pode rolar e até, quem sabe, algo pode começar
 
 
Refrão
 
 
Não diga pras amigas que foi eu que errei, de santa só a cara, pois a fama eu que sei
 
mas isso não me importa, tenho nada a perder, não temo queimar filme, quero mais é viver
 
Espero que algum dia, ainda exista outra vez, e então você perceba todo mal que me fez
 
 
Refrão
 
 
Mas vem que eu te espero, pode me ligar, vingança eu não curto, eu prefiro encarar
 
Se hoje você conta que de bobo me fez, amanhã você me liga pra me ver outra vez…
 

Sobre: 

Escrevi essa letra em 1997. Época em que eu tocava com a Nuvem9. No início eu não ia muito com a cara dela, depois começei a gostar da letra. Musiquei-a logo. Só foi gravada em 2007, no meu CD “As cordas, eu e o nada”. A letra teve duas estrofes trocadas, e inclusive dois versos da mesma eu escrevi de última hora, ali, em frente ao microfone do estúdio (porque a métrica não encaixou no instrumental). Talvez eu a regrave um dia, mas deixando-a com cara de blusão pesado.

Clique para ouvir as faixas e ler o "Making Of"
Clique para ouvir as faixas e ler o “Making Of”

Olá amigos!

Aquele Twitter é muito pequeno, o Orkut tá morrendo, e o Facebook faz sumir logo da tela o que se escreve.