Início Reflexões & Cotidiano Os sem-noção

Os sem-noção

281
2

O “sem-noção” e o que tem conduta desviada, contrária ao que normalmente se espera e se acha normal. Vez ou outra somos cercados ou abordados por algum sem-noção. Ele(a) age de forma inusitada e siplesmente não se toca, nos deixando em dúvida se está percebendo ou não a dimensão ridícula do que faz. Exemplos:

1 – Alguém que você pergunta como está, e o perguntado resolve contar a vida atual dele… para responder como está.

2 – Alguém que te cutuca para conversar… quando você está usando um headfone para deixar claro que não quer papo.

3 – Alguém que pede para revesar na academia. A plaquinha está lá, é obrigatório o revezamento, as isso é uma forma de avisar que não há aparelho para uso simultâneos por todos, por isso a exigência de revezamento.

4 – Alguém que pede para você tomar conta das coisas dela (sempre antecedido da infame pergunta: “Você vai sair daqui agora?” – E lá fica você guardando algo para alguém.

5 – Alguém que, não estando em situação de emergência… pede para rotear seu celular!

6 – Pessoas que lhe fazem perguntas técnicas referente à sua profissão (tipo “consulta gratuita” mesmo), onde apenas bastaria um consulta no Google.

Há duas espécies de sem-noção: o cara de pau e o abigobaldo. O cara de pau sabe que incomoda mas é folgado mesmo; e o abigobaldo não se toca que está sendo sem-noção.

2 COMENTÁRIOS

  1. As vezes eu dou uma de”abigobalda”. E o sr. doutor, com td respeito, se parece mais com qual espécie? Kk

    • Meu comportamento abigobaldo é ir em uma cafeteria, pedir só um cafezinho e ficar na mesa por umas três horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui