Início Reflexões & Cotidiano Nós e eles, os felinos

Nós e eles, os felinos

54
1

Hoje, 17 de fevereiro, se comemora o Dia Mundial dos Gatos, ainda não sei a origem de tal data.

Lembro de ser fã dos felinos desde 1979, eu tinha 5 anosl Tínhamos uma gata chamada “Bolinha”, que não lembro o destino, mas lembro que gostava de tê-la perto. Depois veio o Astrogildo, Xibiulo, Clone, Cheddar, Ozzy, Janis Joplin, Grace Slyck e Fanildo. Certa vez escrevi sobre a estranha relação dos gatos com escritores, AQUI.

Gatos não são amigáveis. A impressão que passa é que são seres selvagens que se acostumaram a ficar perto de humanos, por conveniência mesmo, tipo, para ter acesso à comida, mas ao longo dos milênios eles já nascem sabendo disso.
Se querem estar perto de você eles vem, se esfregam para marcar território, aí se enchem, e vão embora.
Se não querem estar perto, até aceitam, de mal grado, seus carinhos, tipo, para não gerar briga. A qualquer momento que se veja, o gato está elegantemente posicionado, se movimenta e porta com maestria. Possui a rapidez sobrenatural e sagacidade inimaginável e, sim, suas garras são perigosamente cortantes, fazendo com que devam ser carregados com atenção absoluta.
Resumindo, em muito são iguais a nós: seres geniosos, difíceis, imprevisíveis. Estranhamente, são e estão sempre cheirosos, não importa se são de casa ou de rua. Alguns atendem imediatamente a nosso chamado, se aproximam miando, outros saem correndo à primeira tentativa de aproach.
Cheio de lendas, se diz que não miam para outros gatos depois de adultos, se for verdade, isso é algo a ser estudado.
Já foram adorados como deuses no Egito não só porque comiam as pragas (senão outros animais também o seriam, penso), mas por ter esse gênio de não submeterem nem mesmo aos faraós (então, só podem ser divindade também, lógico!), até criaram uma deusa gata a Batstet.

Gostar de gatos é uma vocação. É ínsito (gostei dessa palavra) ser ou não naturalmente atraído pelos felinos, algumas pessoas simplesmente não gostam a vida inteira, se muito, os toleram. E quem gosta o sente sem saber explicar o motivo.
Diferente dos cães, que são simpáticos e conquistam qualquer pessoa, os gatos estão absolutamente nem aí para conquistarem alguém. Se alguma forma, chega a ser um amor bandido, unilateral.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui