Ele existe mesmo.

Para você pegar um copo de água; de alguma forma você precisa pensar “vou pegar o copo d´água; mão, pegue o copo!”. Mas quando se está extenuado por ter estado concentrado  muito tempo e algo, ou tendo que ficar elaborando pensamentos em alguma comunicação, para plateia ou em alguma conversa decisiva; em algum momento chega a “estafa mental”; simplesmente é como se não conseguíssemos mais nem pensar “mão, pegue o copo!” – a única vontade e não fazer nada, não pensar em nada, se possível desligar e dormir.

Pior (não se se já lhe aconteceu, comigo já!) é quando tomamos algum energético antes de alguma atividade mental trabalhosa: chegamos no cansaço mental e não conseguimos desligar, a mente fica pensando sozinha e se cansando ainda mais, só que no piloto-automático; em pé ou sentado queremos deitar, mas deitados não conseguimos relaxar. Eu dei a isso o nome de “mind tilt” – essa sensação horrível pode durar duas ou três horas, até algo mais forte – acho que a própria resistência física, nos fazer cair no sono.

E, acordando depois dessa experiência; achamos que estamos absolutamente cansados, ainda que tenhamos acabado de sair do sono.

Você já teve alguma experiência parecida? Conte.

466_

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>