Em 2013 li o livro de alguém de quem sou fã desde a década de 2000, trata-se de David Portes. Ele é um empresário que iniciou rente ao chão. Escreveu esse livro onde conta como, a partir de R$ 12,00 (doze reais!), começou a fazer fortuna, sendo hoje um dos empresários mais bem sucedidos do país.

Esse livro (Editora Futura), com 128 ótimas páginas, é uma obra realmente inspiradora e, também, didática; chama-se “David – Uma lição de vida e de marketing”. Para mim, formado em administração em 2008, tal livro foi bem mais útil do que muita literatura de centenas de páginas.

22

Ao mesmo tempo em que ele nos deixa claro que PODEMOS, nos sugere o COMO.

Sem fazer qualquer drama de sua condição inicial de necessitado econômico – nasceu pobre em Santo Eduardo, no Rio – (a parte mais triste do livro é a perda do irmão mais velho, nem é o fato da infância pobre) –  ele é preciso em contar sua subida; e muito do que ele fez pode ser praticado em nossa própria vida e empreendimentos, é o que lemos no capítulo “Como me tornei um grande comerciante”, a partir da página 39.

Há um capítulo dedicado ao relacionamento com a mídia, e sobre comunicação com o público.

A partir da página 101, “Sacadas”, ele entrega as dicas para alavancar qualquer negócio que envolva venda ao público.

Uma de suas máximas (pg. 71): “O segredo não é não errar nunca. O segredo é, quando acontecer o erro, mudar rápido!”; outra: “O cliente se importa com duas coisas: como o que você promete e como você cumpre o que promete.” (Pg.73).

O capítulo “Minhas promoções” mostra que criatividade (que é grátis) é fator determinante para o sucesso ou insucesso de um negócio (suas promoções são hilárias – todas funcionaram!).

Sou fã do David desde que o assisti no Jõ Soares; procurei muito seu livro, até que, ano passado, fiz o óbvio e procurei na internet. Li-o rapidamente. Ao fim de cada capítulo, ele explica a “moral da história”, dizendo o que tirou de bom dos (até piores) fatos.

Uma das peculiaridades é que, no livro ele não usa qualquer termo técnico: explica tudo baseado na experiência. Lembro de quando ouvi uma de suas entrevistas, onde ele disse “nunca estudei marketing, nem sei o que é isso – chamam o que eu faço de ‘marketing'” – E esse é o tom da escrita.

2014-05-07 09.38.26

Salta aos olhos a capacidade de comunicação do David que, como ele mesmo diz, é muito mais importante do que formação escolar, para ganhar e manter clientes. O capítulo sobre “a importância do sorriso” é inesquecível.

O livro é permeado por fotos, incluindo algumas de sua primeira banca de camelô, em 1990.
O livro é permeado por fotos, incluindo algumas de sua primeira banca de camelô, em 1990, e de toda sua trajetória.

Ah, David Portes vai estar palestrando em Manaus, em 5 de junho, no Canaã (informações AQUI), e estarei lá na plateia se conseguir folga da faculdade.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>