Um dia ainda vou descobrir de onde vem essa minha compulsão por escrever. Não há um único dia em que não tenha ideia de escrever algo e só aquieto depois de ver a ideia escrita.

Sintomas da compulsão:

Diário– Era agosto de 1992, eu acabara de ler o livro “Feliz Ano Velho”, de Marcelo Rubens Paiva. No livro ele conta sobre seu acidente que o deixou paralítico e que, para manter a mente ocupada, começou a escrever um diário e relatos de sua vida pré-acidente. Pensei logo: “Não vou esperar nada de ruim acontecer comigo para fazer o mesmo!”. E comecei a escrever sobre aquele dia. Lá se vão mais de 22 anos, a mantenho os dias relatados em diário. Possuiam diários: Winston Churchill, Juscelino Kubitschek, Napoleão Bonaparte, Hitler e outros.

EvangeBlog –  É o meio pelo qual uma parte do que escrevo seja lido por outros;

12 livros – Reuni muitos escritos sobre um tema e o transformo em livros, os 12 existem à venda em versão eletrônica AQUI, desses, atualmente só três existem em livrarias na versão em papel, mas em 2014 novas tiragens surgirão.

Como já cometi muitos atentados à língua pátria, estou cursando Faculdade de Letras, na Uninter.

E não importa o quanto eu escreva, noas ideias surgem a cada minuto.
E não importa o quanto eu escreva, novas ideias surgem a cada minuto.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>