Olá meu neto! Voicê já deve estar usando transmissor quântico de mensagens, desses que
conectam os pensamentos através de sensores Google. Já prevíamos isso desde agora.

Mas, aqui no início do séciulo XXI ainda costumamos escrever para comunicar pela internet,
mesmo com imagem e som transmissível, ainda preferimos escrever.
Só que cortamos as palavras, já que o importante é a mensagem.
Começou sumindo as vogais, depois tiraram as letras afônicas, sobrando só o necessário.

Então, hoje usamos isso:
Abrç / Abç – abraço(s)
Ad / add – adicionar
Alg – algo, alguém
Almç – almoço / almoça / almoçar (em qq dos tmps verbais)
Bb – bebê / beber
Bj – beijo
Blg – blog
Blz – beleza
Bm – bem
C – Você (como “´cê”)
Cmg – comigo
Cs – casa
D – de/da/das/do/dos
Fds – fim de semana
Fl – falar
Flws – falou (o mesmo que “aê!”)
Fz / Fzr – Fazer
H – homem
Hj – Hoje
Kd – cadê
Kbç – cabeça
Ki – que
Lg – ligo/liga/ligou
Lj – loja
M – mulher / mãe / me
Mlh – Malhar
Ms – mas
N – não
Nn – não mesmo!
Ond – onde / aonde
p – para/pra / pai
Q – que/qual
Qq – qualquer
Qr – quer
Qro – quero
S – Se
T – tu
Tc – teclar
Td – Tudo, todo, toda
Tmp – tempo
V – Vai/vou
Vc / V – Você
Vms – Vamos
Zzz = Domir (no substantivo ou em qualquer tempo verbal) , sono

A parte boa é que a até os palavrões ficaram menos bizarros, sem deixar de ser palavrão,
como kct, p, krlh, pqp, vtnc, skrt, fd e fdp.

intns

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>