Esse post é para você aluno querido, pois, certamente, já foi o causador ou vítima do ato endemoniado que passo a descrever, lhe tratarei como a vítima.
Você conseguiu: finalmente se concentrou na aula. Está entendendo tudo o que está sendo dito pelo professor, tudo está seguindo a lógica, o raciocínio está claro, ao mesmo tempo em que escuta e vê a lousa, vai fazendo associação ou contras informações que possui. Yesss! Aula 10!
Eis que alguém lhe toca e pergunta “O que é que está escrito bem ali depois do ‘artigo’ “?
Pronto! Lá você teve a atenção diabolicamente desviada, e já não sabe onde está no assunto, nem como chegou até ali. Como você não quer perder o amigo, responde “187”. Manteve a amizade, mas perdeu o assunto.

Acredite, lá da frente, onde estou, vejo isso acontecer em todas as AULAS, em todas as faculs em que ministro. Esses ladrões de atenção existem em toda as salas, e pouco podemos fazer para coibi-los, comformemo-nos.
Geralmente é alguém que chagou atrasado (e espero que, ao menos, tenha entrado invisível na sala!) ou está com vergonha de perguntar ao professor (então sobra pra você, pobre vítima).

Bem, se eu pudesse dizer umas palavras a esse diabinho que desviou sua atenção, eu diria:

  • Não ferre a vida desse seu colega que conseguiu tirar atenção de onde não tinha para se concentrar na minha aula! Ele está pagando mil reais ou mais para me assistir, por que você acha que pode atrapalhá-lo?
  • Pergunte pra MIM, EU estou ali para ler tudo o que ecrevi no quadro, repetir o que disse, reexplicar o que explique e exeplificar o que expus. Eu, só EU!

Amém.

"O que foi que ele disse mesmo?..."
“O que foi que ele disse mesmo?…”

O EvangeBlog está participando do Top Blog 2013. Se você gostou, clique no banner abaixo e vote. Obrigado! 🙂


comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>