Nos anos 80 criou-se uma atmosfera de ódio aos militares, condutores de uma “Ditadura Militar”, os bandidos que perseguiam mocinhos, jovens com vontade pura de transformar nosso país em uma democracia…

Nos anos 90 se começou a perceber que, do lado de lá, também não havia santos. Também os comunistas intencionais cometeram atrocidades, seja dentre eles mesmos, contra os agentes do Estado e, pior, contra a população, já que conseguiam financiamentos para suas atividades, também, assaltando bancos, como filmes retratam (e sequestravam, como a história conta);

Na década de 2000 começou a ficar claro que aqueles jovens puros, mocinhos, que lutavam por democracia, eram, na verdade, instrumentos do comunismo para aqui implantarem uma Ditadura do Proletariado, nos moldes como foi implantada em tantos outros país, e sabemos quantas mortes e maldades tal implantação gerou, bem como a manutenção de tal regime. É… parece que aqueles jovens não tinham intenção tão puras assim…

Ocorre que os grandes perseguidos daquela época hoje se tornaram grandes pilantras, e isso fez a sociedade começar a pensar que a polícia da época talvez não estivesse tããão errada no que inventigavam e concluíam.

Detalhe: todos os presidentes daquele regime morreram com vida frugal, sobrevivendo de seus soldos e, quando muito, só havia 12 (doze!) Ministérios (hoje já são 42…).

Penso que, a continuar tal avaliação, é questão de vinte anos para os militares do golpe serem endeusados.

O que VOCÊ pensa sobre?

comments (1)

  • Rafael Chalegre Reply

    É gratificante saber que nem todo indivíduo portador de diploma de nível superior, neste país, é um esquerdista doente, alienado e corrompido pelos ‘ideais’ esquerdistas.

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>