Há um equilíbrio de forças dentro de uma Instituição de Ensino Superior (me refiro às particulares) – sair do centro deste conflito e perigoso. Eu, por exemplo, já fui alvo de chamadas em coordenações (já atuei em cinco faculdades, então, não há como você saber em qual foi) tanto pelo excesso de reprovações e notas baixas, em uns casos, quanto pelo excesso de notas altas – ou seja – parece que a zona de segurança é sempre o centro, em qualquer dos quatro conflitos considerados:

1 – O professor quer que a turma tenha ótima nota, para ser querido; mas quer que as notas se mantenham baixas, para manter o controle;

2 – A faculdade quer que seus alunos tenham notas altas, para que não haja evasão de pagantes; mas quer que as notas se mantenham baixas, para que os discentes estudem mais e tenham melhores notas no ENADE e OAB;

3 – A coordenação quer que as notas dos alunos sejam altas para evitar probelmas com professores; mas quer que sejam baixas, para que possa mostrar resultados para a Diretoria da faculdade;

4 – Quando as provas só geram notas altas, os alunos se sentem enganados, por terem sido sub-avaliados; se as notas são baixas em massa, se sentem alvo de avaliação inadequada, fora ou além do ensinado;

Enfim, qualquer dos extremos em qualquer dos casos, gerará vítimas.

Detalhe: isso é uma OPINIÃO, não uma constatação (o seguro morreu de velho).

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>