Enquanto fecho a terceira edição do “Direito Civil sem estresse!”, assisto aos DVDs da minissérie “JK” – que foi exibida em 2006, justamente quando escrevi  a primeira edição dessa obra; que seria também meu primeiro livro lançado;

Como nos meses de janeiro estou sempre escrevendo ou atualizando algum livro (é como passo minhas férias das faculdades), nesse post faço um resumo cronológico dessa relação livros x minisséries:

Como disse, em 2006 passava “JK” quando eu escrevia a primeira edição do “Sem estresse!” – eu não assisti a série, só alguns capítulos, eventualmente;

O mesmo ocorreu naquele início de 2007, quando esporadicamente assisti um ou outro capítulo de “Amazônia – De Galvez a Chico Mendes” e eu estava enterrado na elaboração do meu livro (meu retumbante fracasso editorial, diga-se) “O Corpo e a Alma de Têmis – Organização Judiciária”;

Em Janeiro de 2009, pela primeira vez escrevi assistindo dia-a-dia a minissérie. Ia pra casa dos meus pais, ligava todas as luzes, e ficava escrevendo  enquanto passava a minissérie “Maysa – Quando fala o coração”;

Em janeiro de 2010 eu estava imerso no fechamento do meu primeiro livro de ficção, minha realização como escritor, o “Nivi” – supervisionei a diagramação assistindo à série “Dalva e Erivelto – Uma canção de amor”;

Em janeiro de 2012, enquanto eu estava mergulhado na escrita do meu livro “TGP turbinado! – Entendendo a Teoria Geral do Processo”, eu assistia a duas minisséries (uma passou em seguida à outra): “Dercy de verdade” e “O Brado Retumbante”

Agora, em 2013, assisti a três microsséries: “Xingu – A Saga dos Irmãos Vilas Boas”, “O Canto da Sereia” e “Gonzaga  – De pai pra filho” – Esse janeiro também fui profícuo: Houve o lançamento da versão e-Book do “Nivi”, do “TGP turbinado!” e fiquei envolvido na elaboração do “InfoDireito – Direito da Informática em 16 aulas”, e na terceira edição do “Direito Civil sem estresse!” – Como acabaram as microsseries mas sobrou trabalho, comprei os Box das series de livros anteriores e fico assistindo enquanto fecho o “Sem estresse!” – Assisti enquanto escrevo “Anos Rebeldes”, “JK”, “Amazônia – de Galvez a Chico Mendes” e “Quinto dos Infernos”Um dia descubro porque escrevo melhor nesse ambiente audiovisual, talvez Freud explique.

A qualquer momento, na Amazon
Durante a escrita de “Confissões”, assisti à série “Madmen”

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>