As comunidades do Orkut possuem muita informação que, por si só, são um legado para qualquer internauta;
Foi o Orkut que nos condicionou para o conceito de “rede social”. Tal instituto já existia, com o MySpace, mas simplesmente nunca funcionou no Brasil, e tentativas e tentativas houveram. Mas nada emplacava. Só o Orkut conseguiu tal façanha!
O facebook é contemporâneo ao Orkut (acho que é anterior, até), mas nunca caia no gosto do usuário brasileiro.
O que fez com que o facebook passasse a funcionar e virasse mania foi a decadência do Orkut no que tange ao nível do que era disponibilizado ao público. Assim como o antigo “Disk Amizade” (dos anos 80), começou a virar ponto de encontros eróticos, agenciador de scorts e por aí afora – isso começou a poluir a ideia inicial que era, simplesmente, ser um congregador virtual de pessoas. Foi isso que espantou o usuário para o Facebook.

Mas o inevitável já está ocorrendo…

O Facebook (FB) também já está meio que enchendo o saco, pois:
1 – Nem todos tem interesse em saber o que todos fazem a cada segundo;
2 – O visual do FB é muito enrolado, poluído, indo na contramão da tendência de qualquer programa, que é a simplicidade (já tentou configurar seu FB?);
3 – Não existe no facebook as comunidades na forma e organização como havia no Orkut; e
4 – Até os joguinhos idiotas (“se… curte, se… compartilha) já começaram a inundar o FB, afora a praga dos convites de jogos e applets imbecis (e tudo o que procurávamos era uma rede social…).

O resultado é óbvio: é questão de tempo para que uma nova rede social (o Google+?) surja com o melhor dos dois mundos: as comundiades do Orkut com o feed e atualização just-in-time do facebook.

É minha aposta; o futuro breve me dirá se acertei.


comments (2)

comments (2)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>