Era mais um perdido na net procurando alguém pra ficar
Você apareceu, achei legal e cliquei, começamos a teclar
Papo vai, papo vem, mas o vai-e-vem demorou pra acontecer
E agora o tempo passou e nada mais no restou, nem sobras do “eu e você”
Refrão
Menina eu sei, não somos nada!
É como o Ritchie falou, “só transa” e R’n’R
Menina, eu sei, não somos nada, amor!
E agora, o que ficou?
Era mais um perdido na net procurando alguém pra teclar
Orkut, MSN, chat e o diabo a quatro onde é que eu fui me encontrar
Papo vai, papo vem, mas o vai-e-vem demorou pra acontecer
E agora o tempo passou e nada disso ficou, nem restos do “eu e você”
Refrão
E agora, o que ficou?
Era mais um perdido na net procurando alguém pra ficar
Você apareceu, achei legal e cliquei, começamos a teclar
Papo vai, papo vem, mas o vai-e-vem demorou pra acontecer
E agora o tempo passou e nada disso ficou, nem restos do “eu e você”
Refrão

Sobre:

Escrevi essa música em 2004, logo depois que vim morar sozinho. Percebi que as mulheres com quem eu saía queriam logo namorar, me amarrar, controlar e tals. Eu não tinha cara de dizer a elas que estávamos apenas ficando, então, disse nessa letra. Foi gravada em 2007, no CD “As cordas, eu e o nada”.

Clique para ouvir as faixas e ler o "Making Of"
Clique para ouvir as faixas e ler o “Making Of”

comments (1)

  • Edyranne Santos Reply

    …. Essa foi sua primeira letra de música que conheci!!! Imagina a cena!!! Foi seu cartão de visita p/ mim! Fiquei assustada (rsrs), mas não pude controlar o inevitável: ME APAIXONEI!!

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>