Se seis amigos vão jantar fora, combinam o lugar, ão jantar fora, combinam o lugar, ão jantar fora, combinam o lugar, o que vão pedir e, ao final, racham a conta. Já existe entre eles um código do que pode e do que não podem dizer, fazer, de como se comportar. Ou seja, todos gozam do bônus e arcam com o ônus da saída divertida.
Pode parecer que não, mas assim é uma nação, a diferença é que, ao invés de seis amigos, são milhões de pessoas. Assim, não estamos brincando a afirmar que a Constituição é fruto da NOSSA vontade, que NÓS podemos mudá-la e que, se não estamos de acordo com a instituições tal qual se encontram, temos o direito de mudar tudo, basta querermos. Se a Constituição não mais faz frente a tanta falcatrua, mudemo-la.
Em futuro post trarei algumas sugestões que cairiam bem em uma Carta Magna para o Brasil.

.

.        .

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>