Finalmente tínhamos um computador “sério”, que era usado anto por nós em casa como em uma grade empresa;

  • A cor branca/beje era imponente, diferente de todos os micros dos anos 80’s, que tinham cores alegrinhas, agora era cor neutra, de adulto!
  • Os gabinetes eram robustos, e mesmo aquela tela monocromática verde ou âmbar nos parecia, estranhamente, melhor do que o melhor MSX, até então reinante na casa dos micreiros;
  • Começávamos a ouvir falar em Microsoft, por causa do sistema operacional, o DOS, que antes estava na memória ROM, agora vinha em disco mesmo.
  • Houve a padronização de tela inicial, o clássico prompt “ A:>_”
  • Nada mais de “load” ou “cload” pra rodar programas, bastava digitar o nome e pronto;
  • Um ano depois se ouvia falar em um tal de Windows,  3.1 que, a princípio, era coisa de fresquinho – o quente era os programas em Clipper (eu programava em summer’87 e Clipper 5) – digitava, linkeditava e compilava. Show!
  • Inicialmente era o XT, depois veio o AT, depois o 285, 386, 486 e, finalmente o Pentium, que reinam até hoje;
  • Os primeiro gabinetes eram horizontais, mas a partir de 1992 a moda era o gabinete vertical, alguns com quase um metro de altura, embora o mais comum fosse os de meia altura, de uns 40 cm;
  • O mouse finalmente se firmou como interface, além do teclado (aquele estiloso, de 104 teclas, que usamos até hoje);
  • O fim dos 80’s e início dos 90’s marcaram a chegada dos PCs aos lares, já que o PC, como conceito criado pela IBM, já data de 1978, mas foi criado para ser usado em grandes empresas – mudando o rumo logo depois de colocado no mercado (é óbvio que o Brasil ficou alheio a isso, devido à reserva de mercado);
  • Já existia Macintosh, mas era coisa distante, acessível só para endinheirado ou para micreiros aficionados por tecnologia de ponta – Só se popularizara no Brasil depois de 2000.

À exceção dos notebooks e tablets, os PCs foram a última grande revolução de minha geração, em computadores.


comments (1)

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>