Todos somos consumidores.

A questão é se seremos consumidores organizados e conscientes, ou leigos e inocentes.

Juntamente com direito de família, perguntas sobre direitos do consumidor permeiam todas as disciplinas que ministro.

É o tipo da matéria que, mesmo se o formando se descobrir desvocacionado para o direito, resolvendo envelopar e guardar seu diploma, ainda assim verá utilidade no que aprendeu na disciplina.

É em verdade que logo a euforia dá lugar à frustração, ao descobrir que o consumidor não foi tão bem tratado pela lei brasileira quanto achamos que deveria.

Então, não para advogar ou passar em provas, Direito do Consumidor é importante para a nosso vida diária, ‘extra-facul’; e sempre!

otierid_

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>