Não gosto da palavra companheiro, não sei mesmo alguém estava com a cabeça ao tomar uma palavra que denota amizade, companhia no sentido não-erótico da palavra, e lhe deu o significado de união Eros, precisa ser muito incauto praa se fazer isso. Pior é que o erro se espalhou e consagrou-se, e agora até na legislação tal bomba escalafobética está presente.
O termo “convivente” é muito melhor, embora não tenha a completa exatidão, posto que não necessariamente se precisa “viver junto” para ser companheiro no sentido jurídico da palavra.
Pensamos que o melhor seria chamar de “consorte”, ou seja, partilham o mesmo destino, a mesma sorte.
A palavra “convivente” até pode ser enquadrável como correta, se entendermos esse “viver junto” como partilha a vida no sentido de um fazer parte da vida do outro, não necessariamente se dando o sentido físico-fático da vivência (mesmo teto).

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>