O justo nasce da própria consciência. O simples fato da existência da razão, o “sapiens”, já az nascer a ideia de certo de errado.
Essa ideia do justo, quando segmentada, nos traz a ideia de princípio,
Um modo de se comportar para se atingir esse princípio chama-se regra.
Assim…

  • O sentimento inato de que viver é bom, importante e valioso para o outro tanto quanto o é para você é um instituto justo;
  • Admitir, portanto, que todos tem direito à vida é um princípio;
  • E obedecer ao mandamento de “não matar” é seguir uma regra.

Simples assim.

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>