Ontem notei algo curioso enquanto aplicava uma prova em uma das faculs em que leciono.
Como não sou rigoroso quanto à aferição de presença, quase dois terços desta turma nem frequenta as aulas, “Já estou me formando mesmo, pra que vir pra aula?…”
Elaborei a prova com base nas minhas aulas e no meu livro.
Pois bem, com vinte minutos de prova (era quase toda em estilo somatório), os alunos que frequentavam as aulas começaram a entregar suas provas e dali a dez minutos já haviam saído todos; restando na sala apenas os turistas e o que que só aparecem em época de prova;
Bem, nem corrigi as provas ainda, mas já tenho uma ideia que haverá um abismo na diferença das notas.
É a diferença entre estar imerso, indo para as aulas, e ser “aventureiro”…


comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>