Esses jogos eram populares nos colégios nos anos 80, participei de muitos deles; mesmo em época onde já existia Atari e Odissey, continuávamos a achá-los divertidos, e foram responsáveis por voltarmos do recreio todos molhados para a aula; e nos ajudava a esperar os pais de forma menos chata, na saída.

 

Folhinha – Dois grupos ficavam com seus integrantes lado a lado; um grupo de frente para o outro. Ao meio alguém segurava uma folha. A pessoa que segurava a folha gritava um número, o portador do número de cada grupo corria e, quem peasse a folha, levaria um ponto por grupo.

 

Manja pega era  mais simples de tudo: Alguém inicialmente era a manja, cada um corria pra um lado; aquele que fosse pego, alcançado pela manja, seria a nova manja.

A manja esconde era assim: a manja fechava os olhos, contava até 10, cada um se escondia, aquele que fosse descoberto, seria a manja.

Detalhe: não valia rebate; ou seja, qeuelq eu fosse pego não podia logo pegar a quem lhe passara a manja.

 

Barra-bandeira : Dois grupos ficavam em uma quadra, sendo que metade de cada grupo ficava nas extremidades, a outra metade de cada grupo ficava ao centro. A metade da extremidade precisava fazer com que uma bola fosse jogada de lá até a metade do mesmo grupo, enquanto conseguisse, mantinha posse da bola. Caso o outro grupo interceptasse, ficaria com a posse da bola.

 

Bola de gude era simples: Um jogava a bola, outros jogavam e, aquele que acertasse alguma das bolas do monte, levava o monte todo. (Ganhei muitas bolas de gude assim!)

“Turits” era um outro jogo com bola de gude, eu via jogar, mas não sabia como funcionava e  mas nunca joguei.

 

Biriba – Esse aprendi com a turma do Marcelo Augusto: Alguém dizia uma letra, o próximo lançava outra letra; as palavras iam se formando por uma letra dita por cada um, de forma a última letra da palavra não caísse em você. Detalhe: precisava ser palavra existente, caso contrário, alguém do grupo gritaria “te impugno!” (na verdade, falávamos errado: “te impuguino!”) e quem ditou a letra teria que explicar a palavra que estava planejando formar (para que a última letra caíssem em outro, lógico!) [Tenho um post explicando a biriba AQUI]


comments (1)

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>