O “break” foi o som do momento nos anos de 1983 e 1984.

Toda escola tinha um “clube de break”; todos queriam dançar aquilo, todos imitavam os passos.

De forma bem tosca tentávamos fazer isso.

O disco que popularizou de vez o break no Brasil foi o “Break Dance”, da Opus Columbia, de 1984. (Eu o comprei na Discolândia do Educandos!)

 

Havia revista especializada, e em todos os programas de TV (chacrinha, clube do bolinha; aqui em Manaus o da Baby Rizzato) sempre aparecia algum “grupo de break” para se apresentar.

Até um filme sobre a dança, o “breakdance”, foi lançado na época.

Foi esse ritmo que tornou famoso o passo “moonwalk” de Michael Jackson que, na verdade, só anos depois saberíamos que foi ele o popularizador de tal passo, porque no Brasil foi o “break” que revelou tal andado.

Qualquer revista em quadrinhos da época (do Mickey aos Trapalhões) trazia alguma matéria sobre o “Break”.

O break morreria nos fins de 1984, com a invasão das rádios pela “New Wave”.


comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>