Incutiram na população a ideia de que o chute no PT é um “golpe”.

E se for? Problema – Deixa eu ver se consigo desmistificar esse lance de “golpe”…

O “descobrimento” do Brasil foi um GOLPE – Já que não houve qualquer transmissão formal e regular do poder sobre essa terra, dos índios para os portugueses;

Foi um GOLPE que fez com que a família real portuguesa viesse em fuga para o Brasil. Se viramos reino unido a Portugal, foi um golpe, não nos esqueçamos que em Lisboa havia posição dominante contrária à fuga de Dom João para cá;

A separação do Brasil de Portugal, bem, sabemos… foi um GOLPE – onde consta que Portugal deu “de boa”  independência?

Nem vou falar da regência trina e una, que dizem que foi golpe também mas eu não estudei bastante para afirmar, vou voltar ao que sei:

A República, essa aprendemos desde o colégio que foi um… GOLPE.

Getúlio deu dois GOLPES.

Os comunistas queriam dar um GOLPE.

Com serviço de contrainteligência, os militares empreenderam um GOLPE.

O futuro dirá se aquela morte do Tancredo foi um GOLPE (teoria da conspiração detected…)

Dilma, para blindar Lula, nomeou o mesmo como Ministro; de novo: GOLPE.

A tentativa frustrada de matar Hitler, a “Operação Valkíria” foi um… GOLPE.

Moral da história, essa história de “golpe” é justo ou injusto apenas dependendo do lado em que é encarado.

O fato de ser “Golpe”, por si só, não é bom ou ruim, depende da finalidade.

Se for para limpar o país dos ratos e proteger dos bolcheviques – não tenho a menor dúvida, que venham quantos “GOLPES” forem necessários.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>