Alguns livros se tornam especiais por deflagrar uma ou várias das seguintes situações abaixo:

1 – Nos fez ter algum insight – Aquilo ali nos tornou ou fez pensar diferente, que até hoje ficamos marcados pela diferença do antes e depois de ler aquele livro (é possível que toda a visão de vida mude). Seja todo ou às vezes uma única citação.

2 – Nos faz gostar do autor, a ponto de passar a tê-lo como alguém próximo, mesmo sabendo que ele sequer nos conhece – Como a escrita normalmente reflete a alma do autor, acabamos nos achando brother do escritor, e o autor deixa de ser alguém normal para ser algum alvo de nossa admiração. Isso explica porque às vezes compramos livros só pelo fato de ser escrito por aquele autor; tipo “nem li ainda mas já sei que é bom”.

3 – Nos leva ao momento em que em que lemos o livro – Como a memória está ligada diretamente à emoção. Sempre que temos um livro especial, podemos saber tudo o que aconteceu em volta quando o lemos, ainda que tenha passado décadas. Talvez por isso o próprio objeto físico (o exemplar do livro) se torne especial. Ainda que surjam novas edições melhores e mais atualizadas, continuamos a ter como especial aquela, antiga mesmo, surrada, que está lá na estante, já que passa a ser um veículo para viagem no tempo.

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>