O filme já começa em um clima sombrio de outra época, isso basta para nos tirar o referencial do que possa ou não ser verdadeiro na trama.

É esse clima de tensão que mantém os primeiros 40 minutos do filme, onde nada acontece, ao menos nada que assuste, mas se fica sempre em clima de tensão o tempo todo, se achando que algo vai acontecer. É tudo baseado em terror psicológico: ao invés do filme entregar o terror na tela, fica mexendo com o terror dentro de você – a depender de quanto você se deixa mergulhar na narrativa, a tensão vem à tona (ou não).

O terror vem chegando aos poucos.

Ficamos tentando encontrar o ponto zero do terror mas, quando percebemos, já estamos no terror.

Vai envolvendo muito lentamente.

(detalhe: Quando for assistir, veja a cara do criancinha, não sabemos se achamos graça ou ficamos com medo).

Não sei você, mas as longas pausas com e tela preta me deixaram com medo. É, medo, pois dá tempo suficiente para imaginarmos como estará a cena ao voltar do black.

O final é frustrante, eu diria eu chega a dar raiva mesmo, é aí que fica claro porque o “durante” do filme que é tenso: é feito para assustar no meio, mesmo. E consegue, desde que você se deixe dialogar com o filme.

Ah, não se deixe levar pelo cartaz ou pelas imagens, conseguem enganar bem, isso mesmo: enganar – o lance do filme é outro do que aparenta.

Depois do filme (bem, no outro dia) fui checar a impressões na internet. Antigamente, eu fazia io no Orkut, agora, é nos sites de crítica de cinema mesmo. Posso estar errado, mas a impressão é de que os mais velhos gostaram do filme, os mais novos odiaram. Se isso é verdadeiro, devo estar velho mesmo, pois achei legalzinho.

comments (1)

  • Raphaela de Oliveira Reply

    Estou querendo ir assistir, só não tive tempo e nem companhia….
    A maioria das pessoas que conheço não gostam de assistir filmes de terror .

    que bom que vc gostou !

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>