Testar um novo sistema operacional é sempre divertido. A última vez que fiz isso foi quando testei o Ubuntu, há mais de um ano. Agora é o novíssimo Windows 10, lançado oficialmente ontem, primeiro de agosto.
Foi uma tarde e noite inteira para baixar e instalar.
O Windows,sabemos, é de uso obrigatório – é um padrão para aplicativos de trablhos, fiscais, etc. É aquele sistema que você pode até não gostar, mas tem que usar.
É queimado no mercado, sinônimo de lentidão e raiva. O Top é Mac, mas é caro, em habilidade sem custo, há o Ubuntu (tenho um notebook com ele instalado e gosto muito!) mas é só pra uso estritamente pessoal e web: nem se iluda em tentar usar para aplicações extravagantes como trabalho, oficiais e etc. Nem mesmo word pr ele existe, só nos restando morrer no openoffice.
Bem, comecei a usá-lo de peito aberto, decidido a, na dúvida, gostar.
– Uma vantagem de cara: Lembra que eu peguei um notebook inativo para instalá-lo? Era um Acer que simplesmente estava imprestavelmente lento com o wondows 8. Lá comprei-o imprestável de tão lento – ele até jpa estava na fila para eu instalar uBunto para ao menos não perder totalmente o investimento e lhe dar alguma utilidade, quando lembrei que ele podia ser o cobaia do Windows 10… melhorou MUITO a velocidade! Só por isso há teria valido esse Windows 10. Não está 100%, continua londe de um mac, mas perto do que era, está quatro vezes mais rápido. Obrigado Windows 10!
– O visual realmente está empolgante legal; e ao que leio, parece – parece! – que não foi só mudança cosmética não;
– O navegador dele, Edge (nova versão do antigo internet explorer) continua sendo o mais lento dos navegadores, aqui está instalado o Safari, Ópera, Firefoz, o Edge e o Chrome. Bem.. o Chrome continua imbativelmente o mais rápido de todos, no próprio Windows 10;
– Não se se é porque o notebook aqui é limitado (2Gb de ram), mas a cada comando precisamos esperar o computador “respirar” uns cinco segundos para ele responder – é só comigo? (E será que é porque estou com 10 programas abertos ao mesmo tempo, como na imagem abaixo?)
– Como o sistema é novíssimo, vou deixar ele conectado no wifi o tempo todo em casa, ver se surge atualizações imediatas iniciais, já que, imagino, agora que a Microsoft está tenod a “prova de fogo” do novo sistema dela – e ela diz que não haverá um “11”, será esse 10 que terá atualizações contínuas infinitamente, daqui pra frente; é uma ideia inteligente.
– Eu queria é que Microsoft fizesse um sistema (ou transforme esse Windows 10 em algo) simples, rápido, que funcionasse, clean – saudades, por enquanto, do Windows XP.

Tela_Win_10_020815

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>