(espero um dia ler esse post-documento e ficar aliviado em saber que isso é passado)

A cada semana fecha uma loja nos shoppings em que frequento;

Nas que não fecham, não vejo os estoques serem renovados. Aos poucos os produtos são vagarosamente vendidos, as vitrines (eu sei que o certo é “vitrinA”, mas vou escrever assim mesmo!) são reorganizadas para não parecerem vazias;

Nas em que os estoques são renovados, parece mágica: tudo está com preço subindo ao ponto de começarmos a perceber os aumentos;

Os salário não estão acompanhando os aumentos, há greve ou ameaça de greve a todo momento, em quase todos os setores. E quando uma nova ameaça de greve surge, o que é propagado é que “há meses” a situação está insustentável;

O clima de pessimismo só aumenta; estamos vivendo um dia após o outro;

Não sei ainda se devidamente ou por desespero, o único “culpado” está sendo o Governo Dilma (sim, é ruim e perdulário, a começar pela quantidade de ministérios);

No meu Estado, o próprio Governador está dizendo que a arrecadação despencou;

Eu mesmo, que me permito pequenos luxos como diariamente gastar nove reais com um café e chá verde (além dos seis de estacionamento), já estou pensando em parar com essas extravagâncias por algum tempo;

Logo logo, mormente por estarmos vendo vários países em volta prosperarem (até a Grécia está fazendo acordo com sua dívida), estará de volta nossa síndrome de vira-lata.

É a parte ruim dos anos 80 sendo apresentada à nova geração; quem tem mais de 40, por algum tempo, já tinha até esquecido como era viver nesse inferninho econômico atual.

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>