É o maior dos Direitos Reais, o mais importante, o único perpétuo, da atualidade. Todos os outros 13 direitos reais dependem de uma propriedade para nela serem averbados e existirem, mas a propriedade não precisa de nenhum outro.

É um feixe do poder de usar, gozar, dispor e reaver.

Está aqui a lei: Art. 1.228. O proprietário tem a faculdade de usar, gozar e dispor da coisa, e o direito de reavê-la do poder de quem quer que injustamente a possua ou detenha.

  • USAR – Ou jus utendi – É colher da coisa utilidade original, você está usando agora um iPad, celular ou computador, pois foram projetados para isso;
  • GOZAR – ou jus frendi – É usar a coisa para a utilidade não-original, tipo alugar ou emprestar a coisa;
  • DISPOR – Ou jus disponendi (ou abutendi) – É fazer o que bem entender com a coisa;
  • REAVER – Ou jus persequendi – É tirá-la de quem a toma injustamente de você.

Não precisa o proprietário exercer qualquer desses direitos, a lei dá a faculdade, não a a obrigatoriedade de que tais prerrogativas sejam exercidas.

O proprietário é chamado também de dono, titular, senhorio, senhor ou dominante.

Embora pareça à primeira vista, o exercício dos quatro direitos não são ilimitados. Já escrevi sobre os limites da propriedade AQUI.

Prprdd

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>