Acordar cinco da manhã, cereal mergulhado em café de máquina. Se eu acordo com muita pressa, detono umas barras de cereais que ficam espalhadas pelo carro. Escuto CBN, ou assisto/escuto DVDs.

Academia, correr – sempre lendo algo que preciso no dia, no tablet.

Às quase oito estou chegando na primeira facul, raramente chego no horário certinho na sala. No intervalo fico escondido em alguma sala vazia pra não ser encontrado por pessoas que acham que sou consultor e ficam me procurando para “tirar dúvida”, ter uma “opinião” ou “ser orientado” (nunca é ´consulta´).

Saio onze e alguma coisa da faculdade – também nunca fico até o fim, às vezes nem bato ponto.

Almoço em algum shopping – quando dá tempo ainda volto à academia pra puxar ferro. Tomo café e chá verde.

Checo qual será a pauta da semana na TV; às segundas, vou gravar chamadas – e nas quintas, atuar no programa – saio e, no intervalo (de segunda e quinta), o almoço é sanduíche, dentro do carro mesmo, no caminho do trabalho.

Vou para outra faculdade, por vezes no intervalo das 16 horas preciso estar em outra faculdade e me danar para atravessar o trânsito. No intervalo da tarde para a noite fico no carro escrevendo posts, elaborando e corrigindo provas.

As aulas da noite são regadas a chá verde, pois já entro em sala tendo falado oito horas pelo dia.

Saindo dez da noite, chego em casa quase onze. Vou preparar o outro dia, roupas, documentos, arquivos. Ler, atualizar, escrever.

É por volta de umas duas da manhã, hora de dormir.

crrra___

 

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>