Olha essa foto:

20150410_061449

É o domingo típico de um professor: corrigir e lançar testes.

Primeiro se precisa ter a certeza e que não existem testes espalhados pela mochila, pelo carro, pela casa, dentro de algum livro;

Depois se procura o envelope daquele teste, se joga lá dentro.

De cada envelope se pega folha a folha para corrigir; é aqui que os mesmos alguns seres que querem que eu tenha letra legível na lousa, apresentam seus hieroglifos e acham que eu tenho um poder mágico que me permita ler qualquer risco e interpretar aquilo como letra;

Depois vem o mais chato do mais chato: sair laçando cada nota de cada teste para cada aluno. Lembro que um ou outro trocou de turma, de turno, e qualquer erro aqui vai explodir lá no fim do período – sabe aquele monte de gente na frente da sala dos professores? Por vezes é algum errinho de lançamento do segundo testinho da primeira prova.

Ano passado cometi três desses erros, esse ano espero cair para zero.

Agora você já sabe porque, em testes em equipe, eu peço para escreve ros nomes dos integrantes em ordem alfabética: longe de ser frescura, é pra tornar tudo menos difícil no lançamento.

Se coloca os envelopes em ordem cronológica de dia da semana, assim, se algo acontecer durante a correção, ao menso os cuja entrega são segunda, já estarão prontos.

Ah: são 10 matérias diferentes, separadas em 3 faculdades e 17 turmas, só.

comments (1)

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>