Esses relógios estavam em nossos pulsos u em nossas vontades há 30 anos, ontem escrevi sobre o moderno smatwoatch, hoje o texto é vintage. Escrevo sobre os modelos masculinos e juvenis daquela época (porque os “velhos” usavam ou queriam usar Seiko, Bulowa, Cartier ou Rolex).

Víamos em volta:

Relógio Calculadora – Surgiu logo lá por 1981 quando explodiu a moda dos relógios digitais. Era mais estética e ostentação do que utilidade, até porque era quase impossível apertar aqueles botõezinhos!

Relógio com rádio– Esse era legal por dois motivos: tinha um dial giratório grandão que de longe se podia ver, e quem o tinha fazia questão de andar com fone de ouvido (não existia, ou era difundido, os fones in-ear, então eu me refiro àqueles fones com hastes sobre a cabeça mesmo!) pra lá e pra cá, deixando todos em volta curiosos sobre “se aquilo pegava rádio mesmo” e o que o cara estaria ouvindo. Não sei ao certo se pegava FM ou só rádio AM;

Citizen Windsurf– Vou resumir, um em cada vinte (tá, por aí)  adolescentes nos 80´s usava um windsurf. Era extremamente, acho que o relógio mais popular entre 1985 e 1989. A coroa do mostrador girava manualmente, com arcação de pontos cardeais que seria absolutamente pra coisa nenhuma. Nem sei o que nos atraía nele, acho que era aqueles mostradores sequenciais – que também não sabíamos para que servia, só na função cronômetro sabíamos o que marcava;

Citizen Aqualand – O Citizen mais lindo de todos, acho que todos quiseram tê-lo mesmo se não fosse pra usar (tipo as guitarras Gibson, todo guitarrista quer ter só pra poder dizer que tem uma). Quem o tinha, mostrava mais ele do que a si próprio em qualquer fotografia. Tratava-se de um “Aqualand”; relógio grandão com um medidor de profundidade que era sua marca. Era caríssimo, saiu de linha há décadas, mas se eu encontrar algum por aí vou comprar só pra tirar a frustração da época…

Cassio Digital Data Bank – Quando surgiu foi uma coqueluche. trata-se de um relógio com calculadora (ok, isso já tinha) e com agenda telefônica, isso mesmo! Agenda telefônica, incrível! Com uma capacidade estupenda e inimaginável de 50 (cinquenta) números de telefone!

Chanpion Watch – Lançado em 1985, virou febre. Eu não gostava, meu irmão Marcus tinha um, o lance dele era poder trocar as pulseiras, havia de tudo quanto era cor, ao menos não se enjoava daquele relógio;

Soviet – Vi muito desses pelo Ida Nelson: era um reloginho feio mas tinha o apelo do exótico, já que era réplica do ÚNICO modelo de relógio de uso popular da União Soviética. O botão rotativo de regulagem vinha com ma proteção que era sua marca registrada;

Cassino – Era um relógio finíssimo lançado em 1986, havia o branco feminino e o preto masculino, era finíssimo mesmo, pequenininho, sinal de “bom gosto e sofisticação”, uma ou outra figura no Ida Nelson usava um, e um monte de gente fora.

Documents

Ah, duas modas idiotas em relógios:

1 – Ter aquelas cartelinhas de calendário de metal em volta da pulseira. Meu, era muito brega! Mas pegou e não era raro ver uma pulseira de relógio com o calendário do mês adornando (ainda tinha umas douradas pra completar a bomba, vendia até em camelô), argh…

2 – Usar aquelas proteções para o vidro que pareciam ligas, umas coisas de plástico terríveis, algumas ainda tinham uma argolinha de borracha atravessado. Cara, pior que usamos aquelas bombas!

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>