Nesses quase onze anos de magistério, já me é muito claro a transformação que vejo na vida e pensamentos dos alunos. Basicamente, eles passam por quatro momentos durante a graduação:

MOMENTO UM – Você está feliz e empolgado. Está no curso dos seus sonhos ou, se está lá porque alguém lhe colocou (e paga), você olha em volta e vê pessoas interessantes, local para fazer novas amizades e além. Sabe que uma nova etapa da sua vida começa, até reorganiza seus momentos do dia reservando alguns minutos ou horas pra estudar;

MOMENTO DOIS – Já no meio do segundo período você perde a empolgação, pois toma conhecimento que a jornada vai ser longa, muita coisa pode acontecer até lá: família, finanças, saúde, trabalho e problemas podem lhe tirar da meta. Vai achar que um ou outro professor não é tão bom quanto você acha que deveria ser, e não acha que deve dar alguma atenção a essa ou aquela matéria inútil. Aliás, percebe que um monte de coisa na faculdade não funciona como você gostaria. Fica realmente chateado em olhar em volta e ver colões tirando notas melhores que a sua, o que lhe faz acreditar ainda menos no curso que escolheu. Se continua na faculdade, é por falta de perspectiva melhor ou ainda paga pra ver onde isso vai resultar. Vai ficar assim até o sexto período;

MOMENTO TRÊS – É lá pelo sexta ou sétimo período que você tem o chacoalhão da realidade. Já pagou mensalidades demais para abandonar o curso, só lhe resta terminá-lo. Mas as matérias ficaram tão difíceis que só lhe resta estudar e devorá-las mesmo. Já notou que uns colegas estão despontando e você sabe que o sucesso os espera. Você tem medo de ficar pra trás. os colões estão se dando mal ou – paradoxalmente pior – estão se dando bem e estão destinados a serem grandes malandros e enrolões – mas voce não quer ser um deles. Começa a estudar as matérias desde o começo, para tentar ficar no nível atual, já que negligenciou as disciplinas por tanto tempo…

MOMENTO QUATRO – Você é finalista. Está contando os dias para sair. Já começa a sentir saudades de tudo o que antes não gostava. Já estuda tudo porque tem medo de ficar reprovado no Exame de Ordem. Começa a tirar fotos para a formatura e posta essas fotos em tudo o quanto é rede social. Todos na sua família estão empolgados porque sabem que um honorável bacharel está surgindo – você tem certeza que sabe ainda menos do que pensava, tem medo da cobrança à frente – mas como ninguém sabe desse seu medo, você mantém o sorriso altivo. Pensa em convidar pra festa aqueles professores que você odiava, e vai ter a impressão que o tempo passou rápido, que foi ontem que entrou empolgado e feliz no curso que iria mudar sua vida…

sotnem

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>