A gravação de uma música, por uma banda, pode ser feita em tomada única: a banda toca como se estivesse em um show, tudo ao mesmo tempo; ou pode ser gravado cada instrumento em separado.

Eu já gravei das duas formas. Conheci técnicos de gravação e produtores que preferem de uma e de outra maneira.

Em suma, esses são os prós e contras de cada uma dessas maneiras:

Gravação em pistas separadas (ou “com overdubs” ou “som-sobre-som”)

Vantagens:

– Pode-se equalizar e mixar cada pista em separado da forma como se bem entender;

– O resultado final tende a se aproximar da perfeição, pois erros de performance pode ser regravado – só o instrumento e momento do erro;

– É a forma pela qual UMA pessoa pode gravar todos os instrumentos de uma música, gerando sozinho o resultado de uma banda completa;

Desvantagens:

– Aumento de custos, pois cada instrumento é gravado separadamente. Uma música de 3 minutos com baixo-guitarra-bateria-vocal levará, admitindo que tudo esteja timbrado e a execução perfeita, 12 minutos (isso se não houver “nem um segundo” entre uma gravação e outra 🙂 );

– Tende a ficar mais “frio” – Sem que um esteja vendo o outro executando ao vivo ali do lado, tudo parece mais pasteurizado, técnico, gelado;

Gravação em tomada única (também chamada de “take one”, “ao vivo no estúdio”, “ao vivo”, “uma tomada”)…

Vantagens:

– Ocorre maior energia da banda, já que tocam como se estivessem “ao vivo”;

– Surpreendente redução de custos da gravação;

– Não precisa haver tanta preocupação quanto ao andamento, desde que todos estejam no mesmo tempo;

Desvantagens:

– Menos possibilidade de equalização e mixagem dos canais em separado, pois muito provavelmente haverá vazamento mútuo;

– A menos que o baterista tenha um “metrônomo cerebral”, não vai ficat 100% no “tit”, o que vai impedir cortes e edições posteriores;

– Se algum dos componentes errar, toda a tomada está perdida. E pode ocorrer de aquela tomada ter sido justamente a melhor performance do baixista (e o guitarrista… errou!); e isso pode dissipar a redução de custos, pois se vai haver várias tomadas pelo erro, melhor seria ter gravad em separado;

– A banda precisa estar muito bem entrosada, ensaiada e tecnicamente ajustada, para funcionar;

drtheat

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>