É triste, mas sumiu. Suco de guaraná mesmo, como originalmente nós o conhecemos, não existe mais.
Até há algum tempo, sueco de guaraná tinha três ingredientes: água, xarope de guaraná e pó de guaraná, só! Inclusive quando olhávamos pelo copo podíamos ver o pó de guaraná descendo o tempo todo no suco.

Tente encontrar isso por aí, é impossível.
Você pede suco de guaraná e vem sempre com alguma porcaria.

Ou vem com amendoim (no mínimo!), castanha, açaí, banana, limão, melão, nescau, até com whei eu já vi.
E se você diz “suco de guaraná só com guaraná mesmo” te olham como se vissem um ET – e dizem que não tem.
– Como não tem? É só fazer sem essas besteiras aí!
– Mas já vem misturado.

Enfim, é a evolução chegando em sua forma mais triste. Em outro post eu me referi à corruptela que se irrompeu quanto ao bolo, hoje, o que chamam de “bolo” na verdade é torta. Fora da área de iguaria, outro instituto que foi desvirtuado ao longo do tempo foi o pagode, é, a música mesmo.

Já antevejo que o próximo é o açaí: dia desses fui pedir um açaí e a atendente queria porque queria colocar algum outro bagulho: – Mas nem leite condensado? Estranho, todos pedem com leite condensado!

Arfff…. tô ferrado…
Portanto, suco de guaraná, ou como chamávamos “guaraná” simplesmente, não mais existe. Isso é mal.

scgrn

comments (1)

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>