Essa eleição teve a campanha mais longa, cansativa, desleal e abrangente de que lembro – e olha que lembro de eleições desde 1982!

Envolveu as redes sociais, e cada simpatizante se transformou em cabo eleitoral, de forma que todos os dias estou (estamos) sendo bombardeados com centenas de memes dos candidatos. Várias publicações de factóides ao ponto de não mais sabermos o que é verídico ou não.

Se é verdade que os candidatos à presidência (Dilma e Aécio) fizeram um pacto de não-agressão antes de ontem, o mesmo não se estendeu ao facebook, chega ataques de um ao outro, não só ao governos, mas pessoais mesmo.

Não sabemos mais o que é pesquisa séria ou não, pois a cada publicação de estatística, não tarda surgir notícia da falsidade dos números e, pior, os dois candidatos se mostram (como eu disse, sei lá se é verdade) quase que absolutamente empatados – às vezes tenho a impressão de que o Aécio está na frente, depois todas as comunicações informam o contrário.

No que toca às candidaturas ao governo do Amazonas (Melo x Braga), no início eu achei que eram parte de um grande acordo para manter o grupo político comum do Poder, o grupo de sempre (Gilberto – jaz – Amazonino, Alfredo, Eduardo, Melo, ) – mas os dois começaram a se atacar tanto nesse segundo turno que me inclinei a achar que se tornaram rivais mesmo. Está valendo tudo: dedo no olho, chute na cueca, puxar tapete e o que surgir.

E os Blogs, ah, os meus queridos blogueiros: Alguns, e os maiores, parecem ter seus teclados absolutamente tendenciosos – alguns só postam notícias favoráveis a um e contra o outro – e vice-versa. Quero pensar ao menos que é convicção pessoal, não gostaria de saber que meus colegas blogueiros andaram vendendo suas postagens – isso atacaria a credibilidade de nós, blogueiros de coração.

Outra coisa muito clara é que só metade dos que vão votar em cada um votam por convicção – a outra metade de cada eleitor de um candidato está votando, na verdade, contra o outro! É o voto anti-Melo, anti-Eduardo, anti-Aécio, anti-Dilma; o voto em branco perdeu o sentido nessas eleições, e virá como um instrumento de vingança contra “o outro candidato” – o chamado “voto útil”.

O fato é que ninguém aguenta mais, os candidatos e os eleitores estão cansados, amigos já estão brigando, e o que eu percebo e que amanhã, dia da eleição do segundo turno, trará um alívio para todos, à essa altura, seja lá quem ganhe.

Ufa_Eleição

comments (2)

  • Marcos, é até legal essa sua participação no jornal de meio dia, mas tente assistir no mudo e preste atenção no seu gestual. É MUITO exagerado, da vontade de amarrar os seus braços, vc se mexe, pula, balança a cabeça, franze a testa, espreme o olho, forca a voz e muito mais. Fica muito canastrão e as informações q vc da as vezes são mais alarmistas do q o q realmente ocorre nos casos concretos. Menos.

comments (2)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>