O filme já começa a assombrar antes de nós o assistirmos, já que se trata de algo “baseado em fatos reais”.

Aliás, é o segundo filme sobre a maldição gerada a partir de uma boneca, o primeiro foi “Invocação do mal” [filme já resenhado no EvangeBlog, AQUI], de 2012. Já naquela época fui pesquisar sobre o caso na internet depois do filme – como costumo fazer e, de fato, algo aconteceu a partir de uma boneca mesmo, ainda que tenha sido “romanceada” para ficar mais dramático no cinema. Durante o filme, a agradável moça que me acompanhava disse “essa boneca não é assim é uma boneca de pano”. Pensei que ela estivesse enganada, mas no outro dia ela me enviou pelo whatzapp a foto da boneca origina, fui pesquisar de novo e é aquilo mesmo – boneca real em NADA lembra a Annabelle do filme:

acenob
Essa é a Annabelle original. Dependendo de como você a enxerga, pode ficar até mais assustadora do que a usada no filme.

E eu nem sei porque os produtores mudaram a boneca – na minha opinião, ficaria até mais aterrorizante se tudo aquilo tivesse sido gerado por uma “doce boneca” do que por aquela que usaram, que lembra “a noiva de Chucky” – tornando a maldade mais óbvia – e menos assustadora do que poderia ser.

O filme não entrega o terror pronto, embora pareça. Ele brinca e e mexe com nossos próprios medos internos, fazendo-os fluir, tais como:

– Medo do diabo;

– Medo de estranhos invadindo a casa;

– Consegue inclusive trazer aquele medo infantil de bonecos (os mais velhos lembram do filme “não adormeça”, também nessa linha); nem a propósito, a moça que me acompanhava disse “eu tenho medo de bonecas, desde pequena”. Me fez lembrar um boneco Torák que eu tinha em 1981 – certa vez fiquei com medo achando que ele ficava olhando para mim; é um fenômeno parecido com o que sentimos ao termos a impressão que o retrato de alguém nos olha o tempo todo [tenho um post sobre isso, referente a um quadro antigo do Ida Nelson, AQUI].

Esqueça a chuva de sangue. Sangue mesmo só no início, e pouquinho, com a cena cirurgicamente (sem trocadilho) calculada.

A reação da plateia ao filme é de sincronia absoluta – ouvi gritos, vi mulheres tapando os olhos (inclusive a que estava comigo rsrsrs) e pessoas dando saltos na cadeira em uns dois sustos.

Duas coisas ficaram iningulíveis (inventei a palavra) no filme:

– Só olhando com cuidado se percebe que o filme corre em 1969; mas ainda assim existem falhas de caracterização. Cadê o cabelo estilo capacete e o quilo de maquiagem que as mulheres usavam naquela época? E o cara está com visual hipster de internet. Ou seja: o casal está com um visual “2014” demais para um cenário dos anos 60.

– A boneca usada no filme é tão horrível que os produtores parecem chamar o público de idiota ao jogarem em nosso coloque a mulher do filme acha a boneca bonita e que um cara daria um monstrinho daquele à esposa grávida;

Dizei, meu brother: você daria uma boneca dessa de presente para a mulher amada?
Dizei, meu brother: você daria uma boneca dessa de presente para a mulher amada?

Uma curiosidade é que em momento algum a boneca se mexe. No único momento em que ela “se move”, é alguém (não conto quem) a move – mas algo estranho acontece: em algumas tomadas em close, ainda que com a boneca estática, nossa própria mente faz com que ela se mexa, pisque, etc.

Eu já li que a história real foi um-pouco-bem-diferente-demais do mostrado do filme, o que me deixa uma das duas certezas: ou haverá uma continuação desse filme ou haverá outro, de outra produtora, retratando a história real, como fizeram com o caso “Amityville”, que já gerou uns quatro filmes.

Fica então a dúvida: se a boneca existe e é amaldiçoada, porque não a destroem e queimam de uma vez? Alguém pode me explicar?

comments (2)

  • Concordo com você, mesmo que invocação do mal tenha tido mais sucesso do que annabelle, não tenho tanta certeza se annabelle deveria ganhar uma sequencia depois do fiasco que foi. quanto a boneca real, ela vive guardada dentro do porão (que na verdade parece um mini-museu) da casa da senhora Lorraine (ela e seu marido já falecido Ed eram mesmo caçadores de espiritos e entidades) ela disse que sempre recolhia os principais itens considerados o centro de cada caso de espiritismo que resolviam e guardavam dentro do porão como uma especie de ”troféu” mas ela considera annabelle o objeto mais perigoso de sua coleção. sim mas resumindo: Atualmente a boneca fica trancada dentro de uma caixa de vidro num museu que na verdade é o porão da casa da senhora lorraine, se alguem quebrar aquele vidro e por acaso libertar a boneca: FERROU-SE

  • Raphaela de Oliveira Reply

    Sim Paulo correto, quem tocar na boneca como foi o caso de um rapaz, e morrer 3 horas depois e verdade, na época do filme pesquisei bastante sobre isso e achei várias coisas macabras da Ana Belle.

    e você Marco, se assustou ??? Rsrsrs

comments (2)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>