“Hoje é dia de teste na faculdade, e o teste é em equipe.”; Para alguns, um alívio; para outros, um estorvo; mas é uma tarefa delicada para todos.

Anote:

1 – Tanto quanto possível, procure pessoas melhores do que você para compor a equipe. É uma das raras ocasiões em que ser vampiro é bem-vindo;

2 – Veja logo qual é seu perfil e o de cada um, e não tente fazer tudo. Alguém pesquisa, alguém monta, alguém escreve tudo e alguém elabora a peça final a ser entregue. A menos que haja mais de um em cada uma dessas tarefas (nenhum professor se incomoda de haver “sub-equipes” dentro da equipe), surgirão pesos-mortos. Existem três tipos de peso-morto: o que nada faz e não chateia, o que nada faz e finge que faz, e o que nada faz e ainda atrapalha. O pior tipo é esse último;

3 – Jogue conforme as regras. Eu por exemplo, odeio que me façam qualquer pergunta quando passo trabalho em equipe, eu sempre respondo: “Pergunte da sua equipe!”; cada professor tem suas frescuras, digo, suas regras nos trabalhos em equipe que aplica. E resista a tentação (ou de alguém da equipe): fique longe das fraudes nos trabalhos em equipe; gera marcação negativa (ainda que não notada) para você e sua equipe. Ah, se você for o peso-morto, se faça invisível e inexistente – fique na sua e seja grato por lhe aceitarem na equipe;

4 – Se tiver um peso-morto na sua equipe, não aceite-o para o próximo trabalho, ou vá para outra equipe no próximo trabalho. Duas sub-dicas: A reação deve ser no próximo trabalho, não nesse! E engula a sua má-escolha, nem pense em tratar mal o peso-morto, ele pode ter mais amigos na equipe do que você;

5 – No dia do trabalho, cheque cedo. Quem chega cedo escolhe ou monta equipe. Quem chega depois, fica procurando vaga, trabalha com quem chegar depois ou pode ter que trabalhar sozinho;

6- Se você não gosta de trabalhar em equipe, como eu, faça o trabalho inteiro e coloque o nome de todo mundo. Nada impede que haja uma “equipe dos que odeiam equipe”, e se revezem nas respectivas atuações indiciduais trabalho após trabalho, sempre colocando o nome dos outros integrantes da equipe – isso também é uma forma de agir em equipe;

7 – Entregue o trabalho, ninguém é mais autor de parte alguma; para evitar brigas, “morreu o papo”. Ou seja: todos são responsável pela boa ou má nota – qualquer besteira que algum ou alguns fizeram foram por aceite ou descuido dos demais.

"Põe o meu nome no trabalho de vocês aí"
“- Põe o meu nome no trabalho de vocês aí? – Não dá, a equipe tá completa!”

 

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>