Nos intervalos dos ensaios das bandas de rock em que toquei nos anos 90, parávamos no banco da piscina e os papos-viagem iam. Em uma das vezes, lembro, esse era o papo:

Não sei se isso é uma viagem minha ou algum maluco concorda: a aura dos anos 70, tudo o que lhe toca, de tão “tudo em excesso”, me dá medo, às vezes.

Nos passa uma impressão de espalhafato, desleixo calculado, tudo meio jogado e empilhado, as pessoas eram cabeludas, mulheres com meio quilo de maquiagem; pavão geral. Tudo feio, mas as pessoas achando bonito. Tudo muito seminal, cru, sem floreios, direto.

Como somos levamos pela aparência, achamos que as pessoas naquela época eram mais violentas, grossas e etc, mesmo que às conheçamos hoje, mais velhas, pensamos que eram assim naquela época. Nossos deuses roqueiros viveram naquela década o momento mais pesado em drogas e alcool (as mais marcantes mortes de overdose estão nesse tempo). Parece que ali a barra foi pesada; e o auge inclui o melhor momento de perfornance, criação e trabalho da maioria deles.

1972

Fica como um hiato: Nos 60 havia o clima-imagem almofadinha; nos 80 meio que um normal colorido, mas, nos 70, parece que chutaram o pau da barraca e os excessos de antes e depois ficaram concentrados naquela década.

Imagens dos 70 em preto e branco ficam dark, sombrias; e em cores, assustadoramente embaralhadas.

Eu também era (mais) assustador!
Eu também era (mais) assustador!

Veja por exemplo o video abaixo, música maravilhosa interpretada por Demis Roussos(gosto tanto dessa música que um dia faço um post sobre) ; perceba o clima, a aparência, a mística. Parece algo de outro planeta, algo meio pós-apocalíptico, sei lá…

Ainda que em bem menor proporção, futuramente acho que os anos 90 também serão lembrados como tempos assustadores.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>