Certa vez eu disse para meu primo, Marcelo: “Rapaz, queria ter vivido aquela época dos anos 60!” ; “- Eu também!”- respondeu ele”. Bem estávamos ainda na década e não imaginaríamos o que seria, no futuro, aquela então atual década de 80. Resultado: Estávamos errados ou, ao menos, não totalmente certos. Isso porque, hoje, olhando pra trás, se fôssemos mais novos, CERTAMENTE, teríamos dito que gostaríamos de ter vivido nos anos 80, e nós estávamos lá.

1 – É incrível como NADA de realmente novo surgiu nos anos 90 e 2000 em termos de música e filme. Tudo o de bom nas duas últimas décadas são resultado do que foi pensado até os 80’s.

2 – Não tínhamos referência política NENHUMA. Motivo: a) No início da década, achávamos que o regime militar já estava esgotado, e tínhamos certeza que um regime civil seria a solução para os problemas brasileiros; b) no meio da década vivemos a euforia de, finalmente, estarmos em uma nova república, o Brasil agora daria certo! ; c) no fim da década estávamos em ressaca, frustrados pela esperança não realizada de que o Brasil ficaria melhor. Uma nova esperança surgiria, a de que o primeiro presidente eleito pelo povo, finalmente, colocaria o Brasil na rota de subida.

3 – Geralmente, os olhos saudosos sobre uma década costumam aparecer após 10 anos do seu fim. Bem, desde os anos 90 que revisitamos os anos 80. Mas, quanto à década de 90… Lá se foram os 10 anos do crivo e nada! Se tornou uma vaga lembrança, e ainda há de surgir algo que a marque na história. O único grande acontecimento dos 90’s foi a internet.

4 – Para os mais novos: Os anos 80 não foram realmente bons, nós que o romantizamos! Senão vejamos: Inflação, carros que hoje parecem piadas, queríamos e sabíamos que já haviam computadores bons, mas não tínhamos como ter acesso, por causa da reserva de mercado; o Brasil tinha “síndrome de vira-lata” e se conformava com a sua qualificação de terceiro mundo; a comunicação era lenta, difícil e cara; a corrupção política era como hoje, mas era ainda mais encoberta e éramos (ainda mais) ignorantes e alienados. Para a economia, foi a “década perdida”.

Mas gostamos de ter estado lá.

 

comments (7)

  • A internet pode até ter sido o ÚNICO GRANDE acontecimento dos anos 90, mas vale por muitos!!! E que acontecimento, hein!!!!! O que seria de nós atualmente sem a internet??? Facilita demais a vida!!!

  • Caro professor, acredito que os anos 80 foram os melhores da minha vida, talvez por ser a fase que eu estava na adolescência, quando achamos que podemos tudo e começamos a conhecer o mundo e tudo o que ele nos disponibiliza. Lembro-me com saudades da Spectron, do Faces, do Playcenter, do baile do Hawai do Bosque Clube… hoje, sinceramente, tenho até receio de sair a noite, com tanta violencia.

  • O melhor dos anos 80 e que ainda dá pra curtir (bom pra quem não viveu na época como eu)é a música. Viva The Cure, Depeche Mode, Smiths…

  • Anos 80 a década perdida mesmo. Ser chique era comer no La Barca ou ter um Chevette na garagem. nosssa!!!

    Marcos, uma sugestao de pesquisa. Voce como adolescente nos anos 80 deve ter frequentado a lanchonete top da garotada, a Bete Balanço. Até hoje ela existe alí na paraíba. 😉

    • Marco Evangelista Reply

      Tenho a ideia de elaborar posts sobre as lanchonetes dos 80’s: Brasileirinho, Honey Honey, Rock Burguer, essa aí e outras. No futuro surgirá. Obrigado pela sugestão!

  • Tem que incluir o Ziza’s nessa lista…

    • Marco Evangelista Reply

      Verdade man. Aliás, ano passado (2011), eu fui pra um evento no Sesi (Rollers, de patins), e vi um Ziza´s remontado lá. Não sei se era uma réplica ou se era de algum remanescente dos sócios.

comments (7)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>