Eu sou um entusiasta de e-Books. Seja por ser um ávido consumidor, seja por ter minhas obras vendidas nesse formato (Já escrevi sobre e-Books AQUI  e AQUI).  Isso não significa, e eu nunca afirmei, que e-Books possuiam apenas vantagens.

Livros de papel, acredito, nunca sairão de moda (bem, eu acho), e cito os seguintes motivos para tal:

Controle – Ao lermos o livro de papel, podemos, ao checar as bordas, ver o volume de páginas que já foram lidas e o que faltam. Em alguns e-Readers, como o Kindle da Amazon, tal indicador existe, ao pé da tela, mas em outros e-Readers (como o Lev da Saraiva), tal indicação só surge se pressionada a tela no local para tal;

Sensação -Aqui, JAMAIS o e-Book baterá o livro em papel. O livrão com páginas físicas quase nos dá a impressão de que aquilo é algo “vivo”, pois tem peso, faz barulho quando folheado, sentimos o cheiro do papel – a sensação de devorar aquilo visualmente perceptível não conseguiu, e não se se conseguirá, ser sequer igualado por livros eletrônicos;

Marcação – Sim, é possível marcar trechos em e-Books, assim você tenha paciência, precisão e técnica de apertar botões e início e fim de trechos, setas, e etc; enquanto que no livro em papel se pega a caneta (ou marcador) e risca, pronto, o que há de mais simples? Ou ainda, como eu faço (só nos meus livros), é rasgar meio centímetro da borda da página bem onde está o trecho, se eu não tiver nada de escrever à mão;

Presente – Dar livros de presente representa muito. Se estiver conforme o gosto de quem deu, significa que ele quer ser lembrado; se foi escolhido pelo gosto do presenteado, significa que quem deu procurou agradar o presenteado. Em qualquer dos casos, a lembrança fica materializada, há algo para ser desembrulhado, se pode escrever dedicatória e etc. E no e-Book? Qualquer um dado de presente será “apenas” um arquivo enviado, algo mais que um e-Mail, olhando friamente, não deixando qualquer vestígio físico permanente de que o presente existiu;

Integridade – Os livros em papel estão lá na estante. os e-Books estão gravados em alguma superfície magnética. Imãs, temperaturas e até erros de operação podem simplesmente… apagá-los (backups também podem ser apagados, infelizmente). Então, como qualquer arquivo eletrônico, é bem mais volátil do que um documento físico, não nos esqueçamos que os escritos em pedras do Egito Antigo já tem quase cinco mil anos, e estão lá até hoje; e aquele arquivo .doc que você escreveu ano retrasado, está aonde? No HD externo? Bem, perdi dados do meu no início do ano, devido a uma queda…

sorvi

 

Ah, eu poderia acrescentar mais uma vantagem do livro em papel: Ele envelhece com você. Pegue aquele livro que você ganhou na infância, as páginas já não estão tão brilhantes quanto eram, o cheiro de papel recém-impresso sumiu, se tornando como algo amadeirado, as bordas já estão meio amassadas; ou seja: podemos ver refletido nos livros em papel o efeito do tempo que nós, assim como ele, somos vítimas.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>