Estamos em 1981 e não estamos acostumados com jogos eletrônicos. O máximo que se sabe existir é um tal de telejogo e, nas casas de fliperama, um jogo de corrida com imagens quadradas toscas. Nada de portátil existe. Nada existia! Pois em 1981 a Estrela lança o primeiro jogo eletrônico portátil a ter propaganda em massa: O Merlin.


O Merlin era um objeto que mais parecia o fone de telefone, daqueles “Cobra” sem fio. Alimentado com singelas seis (seis!) pilhas pequenas, pesado.
Sequer display (muito menos tela!) tinha. Era eletrônico baseado em leds, luzinhas vermelhas que acendiam e apagavam, simples assim.
Possuía seis jogos. Os dois que eu mais gostava: “velha” e “jogo da memória”.
No jogo da velha, o “O” era a luz acesa e o “X” era a luz piscando, podíamos jogar com um ou dois jogadores. (convenhamos, o legal era jogar sozinho contra a máquina!).
O jogo de memória era legalzinho, o Merlin mostrava uma sequência e devíamos reproduzí-la.
Ok, tudo isso hoje é meio tosco e básico, mas sequer computador pessoal existia!
Podíamos ainda transformar o Merlin em teclado de música rudimentar, as teclas de 1 a 8 formavam as notas de Dó a Dó (uma oitava) na escala (sem sustenidos e bemóis, óbvio!).
Três dias jogando direto era o que bastava pra secar as seis pilhas.

O Merlin teve existência muito rápida, pois no início de 1983 surgiram os joguinhos portáteis “Game&Watch” que se tornaram mania e, como tinham imagens em movimento, em alguns meses enterraram o Merlin, que logo saiu de linha.

O mais engraçado é que quase junto com o Merlin surgiria um outro aparelho eletrônico de luzinhas, o Genius. O Genius é cultuado até hoje (inclusive voltando a ser fabricado!) ao passo que o Merlin caiu em total esquecimento; o motivo? Algum dia ainda haverei de descobrir, mas acho que, como detonava muitas pilhas, era um brinquedo inviável.

Pela novidade que representou à época e pelos bons momentos que tivemos ao brincar com o revolucionário brinquedo há 30 anos atrás, vale aqui a lembrança.

comments (0)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>