Hoje é o dia internacional do radioamador

Essa atividade, o radioamadorismo, hoje já quase desconhecida, é restrita a alguns aficionados; eu sou radioamador, PP8-ME, mas não opero há quase vinte anos.

Isso significa que eu era um dos chamados “ia”, aqueles radioamadores que só usavam a frequência para ser membro de uma repetidora, para usar o “Patch”, que era um aparelhinho que fazia o link da frequência com a linha telefônica, ou seja, com um radinho HT de bolso, se poderia fazer ligações telefônicas. A parte ruim é que todos que estivessem sintonizados na mesma frequência escutariam.

A parte boa? Ora, imagine antes de existir celular a utilidade de se ter um aparelhinho para se fazer ligação telefônica onde se estivesse! Era o “up”, o “must” e o “tudo”, até o surgimento da telefonia celular.

Ah, não recebia ligações, só enviava.

E era o “chat” da época: Pois os radioamadores jogavam conversa fora por horas a fio nos “balaios”. Mais do que nun, quem está nessa atividade hoje o faz porque realmente ama, já que, além da satisfação pessoal nenhuma outra retribuição existe além disso. É algo que se faz pelo amor à atividade, literalmente.

Existe um outro “Dia do Radioamador”, o nacional, que recai em 5 de novembro.

rodamad

comments (1)

  • Obrigada, meu amor! Você é o melhor presente que a vida já me proporcionou! Ao seu lado sou completamente feliz!

comments (1)

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>